» » Qual a Diferença entre Limite e Fronteira?

Qual a Diferença entre Limite e Fronteira?

A diferença entre limite e fronteira geográfica é simples. Limite refere-se à linha de divisão imaginária de um território para outro, enquanto o termo fronteira refere-se a uma zona de contato mais ampla entre dois territórios, geralmente países, onde há comunicação e interação social, cultural, econômica, militar, etc.

As fronteiras políticas são as marcações de terra que vemos no Mapa Mundi, também conhecido por Mapa Político. Cada fronteira política possui o seu governante, de acordo com o tipo de governo e as leis de cada território.

Conceito – O Que é Limite?

Limites geográficos são determinados por lei, estabelecidos por um acordo formal ou uma convenção. Os limites referem-se às divisões exatas que separam um território do outro.

Conceito de Fronteira Geográfica

Na geografia, uma fronteira é qualquer limite existente entre dois territórios, mas são áreas dinâmicas onde há troca cultural e interação entre as populações.

Limite, Fronteira e Divisa – Diferenças

O limite refere-se à linha imaginária que separa um território do outro, a exata divisão demarcada por um acordo legal. A fronteira é uma área mais extensa que o limite, abrangendo os dois territórios, onde ocorrem comunicações entre povos, trocas culturais e econômicas.

A divisa está ligada ao limite, é a sua parte mais visível. Por exemplo: no limite (linha imaginária) entre um território e outro podem estar um rio, uma montanha, um monumento, enfim, algo mais visível e tangível.

No Brasil, os termos Limite, Fronteira e Divisa são utilizados, ainda, para indicarem a separação entre cidades, países e estados, respectivamente.

O que são Limites Artificiais?

Ao contrário dos limites naturais, os limites artificiais são aqueles criados pelo homem, tais como cercas, muros, linhas imaginárias, placas e outros utilizados para delimitar a divisão entre dois territórios.

Quais são os Limites e Fronteiras do Brasil?

Com exceção do Chile e Equador, o Brasil possui fronteiras com todos os outros 9 países da América do Sul e com o territória da Guiana Francesa. São 23.102 km de fronteiras, sendo 15.735 km terrestres e 7.367 km marítimas. A maioria das fronteiras são naturais, demarcadas por rios, serras e lagos.

Ao norte, o Brasil faz fronteira com Suriname, Guiana, Venezuela e Guiana Francesa; a noroeste, com a Colômbia; a oeste com Peru e Bolívia; a sudoeste com Paraguai e Argentina; ao sul com o Uruguai.

A fronteira marítima vai da foz do rio Oiapoque ao norte, que fica na divisa entre o Amapá e a Guiana Francesa, no cabo Orange, até o arroio Chuí, um pequeno curso de água que fica no ponto mais extremo do sul do Brasil, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai.

Quais são os Países que fazem parte da América do Sul com o Brasil?

Os países que compõem, junto com o Brasil, a América do Sul, são: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela e o território da Guiana Francesa.

Elementos Naturais que Delimitam os Pontos Extremos do Brasil

  • Nascente do Rio Ailã, ao norte, no Monte Caburaí, na fronteira entre Roraima e Guiana;
  • Arroio Chuí, ao sul, na fronteira entre Rio Grande do Sul e Uruguai;
  • Ponta do Seixas, em João Pessoa, na Paraíba, demarca o extremo leste continental brasileiro. Mas, mais ao leste que a Ponta do Seixas estão as ilhas oceânicas de Fernando de Noronha, Atol das Rocas, arquipélago de São Pedro e São Paulo, Trindade e Martim Vaz. O extremo leste real é uma ponta sem nome na Ilha do Sul do arquipélago de Martim Vaz;
  • Serra da Contamana ou do Divisor, a oeste, na fronteira entre o Acre e o Peru.

Atualizado em: 23/05/2018 na categoria: Diferenças